obesidade e infertilidade
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

A obesidade prejudica a saúde reprodutiva

A obesidade prejudica a saúde reprodutiva

Segundo dados do ministério da saúde mais de 50% da população feminina do Brasil está acima do peso. A obesidade pode causar diabetes, pressão alta, doenças do coração, dores na coluna ou joelho e a infertilidade.

Muitas pessoas não sabem, mas o sobrepeso pode sim afetar a fertilidade tanto de homens quanto de mulheres.

Infertility-Image-for-newsletter

Nas mulheres o excesso de gordura pode ocasionar o distúrbio na produção e metabolização do estrógeno, um hormônio fabricado pelos ovários e na ovolução. Ciclos menstruais irregulares, de menos de 15 dias, ou mais longos a cada 2 ou 3 meses, tornam-se mais comuns, reduzindo as possiblidades de gravidez e aumentando as chances de abortos, sem falar que pacientes com obesidade tem mais risco de desenvolver alterações no endométrio.

No tratamento de reprodução assistida o estilo de vida é um fator importante para o sucesso da gestação, bem como para o bem-estar e o desenvolvimento do bebe.

Por isso é importante o controle do peso com boa alimentação e prática regular de exercícios.

 

Dra. Amanda Volpato CRM 122.447 – Medicina Reprodutiva – IPGO

Agende seu horário: (11) 3885-4333

 

#reproducaohumana #reproducaoassistida #infertilidade #infertilidadeconjugal #mioma #infertilidademasculina #infertilidadefeminina #casalinfertil #dnafertil #dnafértil #fertilizacaoinvitro #tentante #tentantes #tentantesunidas #tentantes2017 #tentantesdobrasil #tentantedobrasil #tentante2016 #tentantesnaluta #tentantenaluta #endometriose #testedegravidez #testedefarmacia #saúdedamulher #gineco #ginecologista #obesidade #boaforma

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *