o que é infertilidade
DeRedação / Notícias / 0 comentários

O que é infertilidade?

A infertilidade é a dificuldade para engravidar ou reter uma gravidez. Os problemas de fertilidade podem ser em ambos os sexos: mulheres e homens podem apresentar, podendo ter muitas causas.

A infertilidade é bastante comum

Algumas mulheres têm dificuldade de engravidar, ou mesmo de levar a gravidez até o final. Geralmente a infertilidade é diagnosticada, quando não se consegue engravidar, após um ano de tentativas, ou se existe caso de aborto espontâneo.

Milhões de pessoas – 1 a cada 10 casais – têm problemas de fertilidade. Sendo importante ressaltar que não se trata de um “problema feminino”, ou algo relacionado com a idade. Existem muitas questões que podem conduzir à infertilidade, podendo afetar pessoas de qualquer idade. Quando um casal não consegue engravidar, qualquer um (ou ambos) têm as mesmas probabilidades de ser a causa.

Por isso, se fazem necessários exames de infertilidade em ambos, para que se descubra as causas, e seja possível realizar um tratamento adequado.

Existem tratamentos para diversos tipos de infertilidade e, com isso muitos casais conseguem engravidar e ter um bebê saudável.

Quais são as causas da infertilidade?

Clique para saber o que causa a infertilidade

reprodução humana tratamento em sao paulo
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

Em um post anterior falamos das primeiras 5 semanas de gestação…hoje vamos falar das próximas

Na quinta semana é quando a maior parte das pacientes percebem que estão grávidas e já realizam algum teste que irá confirmar a gestação.

No post a seguir vamos falar das próximas semanas:

6º Semana de gestação

Na 6 semana a futura mamãe irá perceber que os seios se modificam, isso ocorre em função do estimulo hormonal sobre as glândulas mamárias, que podem deixar as mamas mais inchadas e sensíveis, assim como os mamilos mais salientes.

O aumento da circulação sanguínea na região, tornam as aréolas mais escuras e aparecem veias azuladas sobre a pele.

Bebe nessa fase tem de 2 a 4mm, da cabecinha as nádegas…

imagem do embrião 6 semana

O crescimento é muito rápido, o coraçãozinho é minúsculo, mas já bate sozinho, outros órgãos importantes como rins e fígado, continuam desenvolvendo-se, e o tubo neural que conecta o cérebro com a medula espinhal, fecha-se. A cabecinha do bebe começa a tomar forma.

 

7º Semana

Muitas mulheres tem a primeira consulta pré-natal neste período, aqui geralmente fazemos uma avaliação física, medição de pressão e exames de rotina. Também é possível solicitar um ultrassom para confirmar a data prevista do parto.

Caso a gravidez exija cuidados especiais é nessa consulta que falaremos sobre esses assuntos, como cuidar da alimentação, evitar tomar medicações por conta própria, entre outros.

O bebezinho nessa fase tem uma aparência mais humana, já aparecem pontinhos escuros, indicando onde serão os olhos. Lábios em língua estão em formação, bracinhos e pernas já aparecem, e começam a formar rudimentos de pés e mãos.

Essa é uma fase sensível para seu bebezinho, os principais órgãos estão em formação, por isso é preciso evitar qualquer ação que ofereça riscos potenciais, que possam afetar negativamente o desenvolvimento.

imagem embriao setima semana reproduçao humana sao paulo

No próximo post iremos falar das outras semanas! Aguardem!

gravidez doença celiaca reproduçõa humana SP
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

MULHERES GRÁVIDAS PRECISAM REDOBRAR A ATENÇÃO COM A DOENÇA CELÍACA

Recentemente a atriz Isis Valverde anunciou sua gravidez bem como ser portadora de celíaca, uma doença autoimune relacionada a intolerância ao Glúten, afeta o intestino resultando em sintomas como anemia, diarreia, reduz a capacidade de absorção de nutrientes, perda de cabelos, desnutrição, refluxo, entre outros.

Segundo a Dra. Amanda Volpato Alvarez o maior risco ocorre quando a mulher descobre a doença depois ou durante da gravidez, muitas vezes em decorrência de vários problemas que acontecem durante a gestação, que afetam até mesmo o desenvolvimento do bebe e em casos mais graves o aborto.

Porém quando diagnosticada e tratada a mulher tem uma gestação normal, o maior cuidado é com o bebê, que terá um acompanhamento especial devido a presença da doença na mãe, cerca de 10% dos casos de celíaca tem origem genética.

O diagnóstico da doença é realizado através da análise dos sintomas, exame de sangue, teste genético e biópsia do intestino, não necessariamente terá que realizar essas etapas, isso varia para cada pessoa.

Dra. Amanda Volpato CRM 122.447 – Medicina Reprodutiva – IPGO

👉📲 Entre em contato pelo whats: https://goo.gl/sQHkfJ

👉📲 Agende seu horário: (11) 3885-4333

Saiba mais em: https://goo.gl/g6w96D

#infertilidade #fertilidade #reproducaohumana #reproducaoassistida #infertilidade #infertilidadeconjugal #infertilidademasculina #fertilizacaoinvitro #tentante #tentantes #tentantesunidas #tentantes2018 #tentantesdobrasil #endometriose #testedegravidez #gineco #ginecologista #obesidade #endometriose #fiv #tentantes #tentantes2018#vencendoainfertilidade #ivf #ivfsuccess#ivfjourney #draamandavolpato#realizandosonhos #amomeutrabalho#maternidade #gravidez #milagreacaminho#ipgo #endometriose #reproducaohumana#reproducaoassistida #vempositivo#acreditesempre

valor da inseminação artificial em são paulo preço
DeRedação / Notícias / 0 comentários

Valor da inseminação artificial

A inseminação artificial consiste na introdução do sêmen na cavidade vaginal durante o período de ovulação, com o objetivo de depositar os espermatozoides próximos ao óvulo, estimulando a fecundação. “É um método de reprodução assistida simples, pois a fecundação não precisa ocorrer em laboratório como na fecundação in vitro” afirma a Dra. Amanda Volpato.

É necessário que a ovulação seja estimulada com o uso de medicamentos, que podem ser definidos em protocolos clínicos simples e seguros. Além disso, deve ocorrer a monitoração ultrassonográfica para determinar o melhor momento de fazer a inseminação.

No dia do procedimento, o parceiro ou doador deverá colher o material que em seguida será analisado em laboratório, onde ocorrerá o processamento e seleção dos gametas mais ativos, para que a probabilidade de fecundação seja aumentada. Não é necessário que a mulher passe por nenhum preparo especial.

Indicações da inseminação artificial

Este procedimento é indicado principalmente para casais, em que o homem possui leve alteração no espermograma, como baixa quantidade ou motilidade dos espermatozoides. Outras indicações comuns são para:

  • Homens que apresentam ejaculação precoce;
  • Homens que congelaram seus espermatozoides antes de fazer vasectomia e que desejam agora realizar a inseminação intrauterina;
  • Homens com ejaculação retrograda, fazendo com que o sêmen seja direcionada para a bexiga ao invés da ejaculação para o pênis durante o orgasmo;
  • Mulheres com alterações no colo uterino;
  • Mulheres com anovulação;
  • Quando o sêmen é derivado de um doador de banco de sêmen.

Outras indicações também podem ocorrer dependendo de cada caso e da avaliação do médico que fará exames clínicos e laboratoriais.

O sucesso da inseminação artificial depende muito das causas da infertilidade diagnosticadas. A permeabilidade de no mínimo uma das trompas é fundamental para o sucesso da técnica, do mesmo modo que uma quantidade suficiente de espermatozoides.

O procedimento é considerado indolor e ocorre em consultório, sem a necessidade de internação.

Valores da inseminação artificial

Quanto custa uma inseminação artificial em São Paulo? A resposta a essa pergunta é bastante relativa. O preço final é determinado de acordo com cada caso, pois as necessidades e características clínicas de cada paciente variam muito, portanto não é possível estabelecer um valor padrão. Agende uma consulta com a Dra. Amanda Volpato e esclareça todas as suas dúvidas sobre preços, condições de pagamento e outros detalhes importantes.

Para agendar seu horário com a Dra. Amanda e saber mais detalhes sobre os preços da inseminação artificial, você pode ligar pelo telefone: (11) 3885-4333

É necessário que o especialista realize uma avaliação do paciente para que o valor a ser pago possa ser determinado.

fertilização in vitro são paulo bebe de proveta
DeRedação / Notícias / 0 comentários

Fertilização In Vitro em São Paulo

A fertilização in vitro, também conhecida como bebê de proveta é uma técnica que realiza a fecundação em laboratório utilizando os gametas coletados pelo doador, em seguida estes embriões são transferidos para o útero materno. Em 1978, o procedimento foi realizado pela primeira vez na Inglaterra e veio para o Brasil em 1983, neste período era chamado apenas de bebê de proveta.

Para quem é indicado a fertilização in vitro?

O procedimento é indicado após ocorrer o estudo da fertilidade do casal, utilizando exames específicos e análise do histórico familiar. A FIV (fertilização in vitro) é indicada principalmente nos seguintes casos:

Como é feito o procedimento?

Primeiramente ocorre a coleta dos gametas. Em alguns casos, o homem não possui gametas no sêmen, de modo que é necessário realizar uma punção ou biopsia para fazer a retirada diretamente dos testículos. Nas mulheres, ocorre a indução da ovulação utilizando injeções subcutâneas (gonadotrofinas) ou citrato de clomifeno por via oral. Normalmente são estimulados aproximadamente 12 folículos para que ocorra uma maior produção de óvulos para coleta. Indica-se o uso de gametas doados para mulheres na menopausa ou para homens que não sintetizam espermatozoides.

A próxima etapa do procedimento é a seleção dos espermatozoides e óvulos para serem colocados em uma cultura. Cerca de 100 a 200 mil gametas masculinos são usados para cada feminino, para que um deles chegue até o óvulo e forme o embrião. “Os riscos de malformação são os mesmos do que os de uma fecundação natural, pois o processo é idêntico ao que ocorre no útero, a única diferença é que ocorre em laboratório” explica a Dr. Amanda Volpato. Existe um risco de a fecundação não ocorrer, mas é muito raro e depende inteiramente da qualidade do material utilizado.

Após a formação do embrião ele é introduzido no útero da mulher. A idade da mulher determina a quantidade de embriões utilizados: 2 para mulheres com idade inferior a 35 anos, 3 para mulheres com até 40 anos e 4 para mulheres com mais de 40 anos. O método é similar ao exame do Papanicolau, utiliza-se um espéculo (aparelho utilizado para localizar o colo uterino) e em seguida um fino cateter é inserido no útero da paciente. O médico coloca o embrião utilizando um ultrassom que ajuda a indicar o local correto, que normalmente é a 1 centímetro do fundo do útero. A mulher pode sentir um leve desconforto. O exame para determinar se o método teve sucesso ocorre após 12 ou 14 dias.

Reprodução Humana | Bebê de Proveta em São Paulo

Para maiores informações, entre em contato com a Dra. Amanda Volpato — especialista em Reprodução Humana, atuando em SP.

 Agende sua consulta por telefone
(11) 3885-4333
 Atendimento
08.00 – 20.00
 Endereço da Clínica da Dra. Amanda
Abílio Soares, 1125 – Paraíso
tratamento para infertilidade são paulo
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

Quando fazer uma Inseminação Artificial

Os problemas de fertilidade mais comuns entre os pacientes que recorrem à inseminação artificial são:

  • Endometriose leve ou moderada;
  • Alterações no ciclo ovulatório: em casos de Síndrome do Ovário Policístico (SOP), anovulação ou problemas na fase folicular;
  • Ejaculação precoce, vaginismo, impotência sexual;
  • Infertilidade masculina: alterações nos parâmetros do sêmen (morfologia, mobilidade e concentração);
  • Infertilidade de origem desconhecida.

Mulheres solteiras ou casais homoafetivos do sexo feminino, também podem realizar a inseminação artificial, recorrendo a doação de sêmen. Esse tipo de inseminação artificial com doador, também se recomenda quando o homem possui alguma alteração genética suscetível de transmissão ao bebê, ou em casos graves de infertilidade masculina.

Qualquer uma das estratégias de inseminação artificial aqui citada, deve ser indicada por um profissional habilitado em reprodução humana. Este avaliará além de fatores biológicos, outras características individuais de cada paciente ou casa, recomendando a melhor forma de se chegar ao sonho de se tornar pais!

inseminacao_artificial
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

Há duas estratégias de inseminação artificial:

A Inseminação Artificial Intracervical (IC), é normalmente a mais utilizada por pacientes que desejam receber a ajuda de um doador. Isso não significa que somente esses casos, é que podem se beneficiar desta técnica. Existem também casais que sofrem com problemas de infertilidade, especialmente em casos em que existem problemas de ejaculação durante as relações sexuais, e que podem também, se beneficiar do método.

Trata-se de um procedimento indolor, realizado de maneira muito rápida, pois consiste unicamente na colocação dos espermatozoides diretamente no colo do útero. Esses espermatozoides, como já comentado, podem provir de um doador ou do próprio casal.

Neste processo de inseminação, após colocados os espermatozoides no colo uterino, espera-se que estes fluam natural e facilmente através do útero e das trompas de Falópio, de maneira exitosa até fecundar o óvulo, iniciando a gravidez.

Na Inseminação Artificial Intrauterina (IU), os espermatozoides são depositados diretamente dentro do útero, o que permite que cheguem mais perto do óvulo. Isso reduz o tempo e a distância percorrida pelo espermatozoide, facilitando assim a fecundação.

Antes de se submeter ao procedimento de inseminação, é provável que a mulher necessite utilizar medicamentos para estimular a ovulação.

A inseminação intrauterina é um procedimento simples e indolor. Tende a aumentar bastante as possibilidades de gravidez. Porém deve-se lembrar que cada pessoa é diferente, com suas características físicas, expectativas, estilo de vida, e outros inúmeros fatores que influenciam durante o tratamento, ou seja, não existem garantias de que a inseminação alcançará êxito.

Por todos esses motivos, aqueles que pretendem engravidar por métodos artificiais, precisam ir em busca de aconselhamento profissional, otimizando com isso, as chances de uma gravidez saudável e tranquila!

DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

Inseminação Artificial

Intrauterina ou Cervical: tratamento para infertilidade

A inseminação artificial (IA), é uma técnica de reprodução assistida que consiste em introduzir os espermatozoides no útero da mulher, controlando a ovulação com medicação hormonal, e aumentando com isso a probabilidade de gravidez.

Trata-se de um procedimento simples, realizado em consulta ginecológica habitual, sem necessidade de anestesia, uma vez que consiste em depositar através de uma cânula os melhores espermatozoides na cavidade uterina da mulher, com o objetivo de que estes consigam fecundar o óvulo e dar lugar ao embrião. Posteriormente, este irá se implantar no útero materno – dando início à gravidez.

É uma técnica de baixa complexidade e custo reduzido, que permite solucionar muitos casos de infertilidade. Ainda que implique em certa manipulação (do gameta masculino), na realidade é a própria natureza que se encarrega do encontro entre óvulo e espermatozoide, ocorrendo com isso a fecundação.

A primeira IA foi realizada nos Estados Unidos em 1884, sendo que no Brasil a técnica existe desde a década de 70.

reprodução humana Sao Paulo
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

Fertilização in vitro – em 5 passos reprodução humana em são paulo

 

A fertilização in vitro (FIV) é uma técnica que possibilita a fecundação de um óvulo com um espermatozoide, fora do útero, ou seja, in vitro.

A primeira vez que se utilizou essa técnica, foi em 1978 no Reino Unido – com o nascimento do primeiro “bebê de proveta”- Luise Brown. Desde então, mais de 6 milhões de bebês nasceram graças a FIV.

A FIV é o tratamento mais adequado para se obter a gravidez se existem problemas como endometriose, lesão ou ausência de trompas de Falópio ou ovários policísticos. É um tratamento bastante eficaz para conseguir êxito na gravidez, e n maioria das vezes se busca após realizadas muitas tentativas, ou outros tratamentos de fertilidade sem sucesso.

Leia mais “Fertilização in vitro – em 5 passos reprodução humana em São Paulo”

Untitled-design-1-1
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

Congelamento social de óvulos

O “congelamento social de óvulos” é o método utilizado para mulheres que desejam atrasar uma gravidez por motivos sociais, muitas vezes como alternativa para quem espera alcançar uma situação econômica mais favorável ou até mesmo encontrar seu parceiro ideal. Esse recurso possibilita engravidar mais tarde com o benefício da “biologia jovem”.

É interessante informar que o congelamento de óvulos disponibiliza uma chance de gravidez determinada por um número de óvulos congelados e pela idade em que a mulher está quando os congela. Estudos dizem que com o congelamento de cerca de 20 óvulos pode-se alcançar uma taxa de sucesso de 70 a 80% para quem deseja engravidar.

Assim como qualquer técnica de reprodução assistida, o congelamento de óvulos não é garantia de gravidez, devido à diversos fatores, sendo a idade o principal. É aconselhável pensar na alternativa de engravidar antes dos 35 anos, pois a partir dessa idade pode haver a necessidade de uma quantia maior de óvulos congelados para conquistar o resultado esperado.

Dra. Amanda Volpato CRM 122.447 – Medicina Reprodutiva – IPGO

Agende seu horário: (11) 3885-4333 ou pelo whats: (011) 94821-6406

#ovariospolicisticos #infertilidade #fertilidade #centrodereproducaohumana#medicinareprodutiva #clinicadefertilidade #centrodereproducao #funcionamentodosovarios #reproducaohumana #reproducaoassistida #infertilidade #infertilidadeconjugal #mioma #infertilidademasculina #fertilizacaoinvitro #tentante #tentantes #tentantesunidas #tentantes2017#tentantesdobrasil #tentantedobrasil #endometriose #testedegravidez#testedefarmacia #saúdedamulher #gineco #ginecologista #obesidade #endometriose #FIV #tireoide