baixa reserva ovariana
DeHumberto Mingoranze / Notícias / 0 comentários

Tratamentos de reprodução humana para mulheres com baixa reserva ovariana

Tratamentos de reprodução humana para mulheres com baixa reserva ovariana

 

O Mini-FIV é um procedimento bastante parecido com a FIV tradicional, porém o seu principal objetivo é estimular a produção de poucos óvulos. O Mini-FIV é uma técnica bem aceita, isto porque além de não apresentar os efeitos da hiperestimulação (resposta exagerada do ovário ao estímulo promovido por indutores da ovulação), é um procedimento bastante acessível.

O FIV – Fertilização In Vitro Convencional (envolve controle hormonal do processo ovulatório, removendo o óvulo dos ovários femininos e permitindo que os espermatozoides fertilizem-o em um meio fluido – in vitro), muitas vezes é confundida com o Mini-FIV. Porém FIV, não inclui o estímulo ovariano e de nenhum óvulo que resulte do ciclo natural da ovulação da paciente. Dependendo da mulher, é administrado apenas um hormônio ao final do ciclo para que não haja ovulação precoce.

Doação de óvulos: Para quem não tem possiblidade de ter filhos, existe a possiblidade da doação de óvulos. Essa prática não é considerada perigosa no âmbito da lei, pois é uma reprodução assistida, ou seja, a doadora é anônima, somente oferece os seus óvulos a outro casal.  A família não tem acesso aos documentos da doadora, e, por isso não há nenhuma possibilidade contato.

O procedimento também é simples. O óvulo doado é fecundado em laboratório pelo espermatozoide do parceiro da receptora, logo após, os embriões gerados são inseridos no útero da futura mamãe.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *